COLEÇÃO MESTRES DO BLUES

- Não haverá postagens o tempo todo, serão feitas na medida do possível.

- O blog é contra a pirataria, todos os links são tirados da internet. Gostou do álbum? Se possível , compre!

- Atenção: não peça sertanejo, pagode, hip hop, etc...a minha inteligência agradece.

- Aproveite para deixar seu comentário e caso tenha alguma sugestão de álbum ou artista terei o enorme prazer em pesquisar e postar.







Total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Frijid Pink



Frijid Pink, é uma banda de rock americana, formada em Detroit em 1967, mais conhecida por sua versão em 1970 de "House of the Rising Sun".
A formação inicial da banda incluía o baterista Richard Stevers, o guitarrista Gary Ray Thompson, o baixista Tom Harris, o vocalista Tom Beaudry (também conhecido por Kelly Green) e mais tarde acrescentou Larry Zelanka como tecladista externo.
O LP de estréia auto-intitulado de "Frijid Pink" foi lançado em 1970, assim como seu segundo lançamento "Defrosted".
Após alguns singles sem sucesso Beaudry e Thompson reformulou o grupo, com a entrada de David Alexander (mais tarde Jon Wearing ) nos vocais, Craig Webb na guitarra e Larry Zelanka nos teclados. Esta versão do grupo gravou o album "Earth Omen" em 1972. O grupo teria outra formação antes de voltar ao estúdio para gravar "All Pink Inside", de 1975, com Jo Baker nos vocais e Larry Popolizio tocando o baixo, no mesmo ano dissolveu-se.
Em 1981, Stevers e Harris uniram forças com Arlen Viecelli, vocalista/guitarrista e Ray Gunn, guitarrista, para gravar um novo álbum, no entanto, após tentativas fracassadas de negociação com várias gravadoras o grupo se desfez e o material nunca foi divulgado.
Uma outra versão da banda (sem os membros anteriores) formada em 2001, gravou o álbum "Inner Heat", em 2002, mas nunca chegou a ser lançado pela gravadora.
Entre os anos de 2005 e 2006, após outra tentativa fracassada de reunir os membros originais, Stevers começou a auditar guitarristas para a reforma da banda. Um tecladista também foi recrutado. Ao longo dos próximos cinco anos, essa nova formação tocaria uma dúzia de shows, como locais e feiras de rua, mas, sem uma administração adequada, nunca teve nenhum trabalho constante ou fez turnês. O foco mudou para a gravação no porão de um álbum, lançado em março de 2011 pela gravadora Repertoire. Este álbum é composto de versões regravadas de músicas dos álbuns anteriores do grupo e novas músicas originais. No final de 2011, o vocalista/guitarrista/engenheiro e o tecladista foram substituídos, encerrando assim a maior formação contígua da história da banda.
Um EP, intitulado "Taste of Pink", foi lançado no início de 2017, as três novas músicas apresentadas no EP foram incluídas no álbum de 2018, "On the Edge".
Fonte: Wikipedia (em inglês)

FRIJID PINK



DEFROSTED



EARTH OMEN



ALL PINK INSIDE



FRIJID PINK



MADE IN DETROIT



ON THE EDGE


Um comentário: